Subsídio de socorro ao transporte é inevitável, afirmam sócios do B&R no Estadão

Em artigo publicado no Blog do jornalista Fausto Macedo, de O Estado de S. Paulo, os sócios-fundadores do Barretto & Rost Advogados, Ricardo Barretto e Maria Augusta Rost, defendem a derrubada do veto presidencial ao projeto de lei que prevê subsídio de socorro ao setor de transporte público. Segundo eles, o benefício é inevitável para a manutenção dos serviços.

“Sem esse subsídio governamental, a estimativa do setor é de um colapso dos serviços de transporte urbano em grande parte das cidades brasileiras, que já enfrentam dificuldades para manter o funcionamento de seus sistemas de ônibus, metrô, trem e VLT”, destacam os advogados especialistas em licitações e administração pública.

Na avaliação dos sócios do B&R, se não for sanado pela derrubada do veto presidencial ou pelo reajuste de tarifas, “o desequilíbrio evidente entre as receitas e as despesas das empresas de transporte afetará a própria prestação dos serviços, reduzindo a qualidade e colocando em risco sua própria continuidade”.

“Não parece razoável que um serviço tão essencial seja relegado à própria sorte enquanto outros setores recebem incentivos para sobreviver”, ponderam.

Leia a íntegra do artigo aqui.