Lei para aquisição de imóveis da União gera oportunidades para investimentos produtivos, afirmam advogados do B&R em artigo no Migalhas

A aplicação da Lei 14.011/20, que regulamenta a Proposta de Aquisição de Imóveis (PAI) da União, é uma inovação e traz grandes possibilidades e perspectivas de investimentos para a economia, especialmente nos setores comercial e imobiliário. É o que avaliam os advogados Ricardo Barretto e Gabriel Campos, do Barretto & Rost Advogados, em artigo publicado nesta quarta-feira (1/9) no portal jurídico Migalhas.

Segundo os advogados, a novidade também proporciona real utilidade aos bens imóveis não utilizados pela União, proporcionando considerável arrecadação e desonerando a Administração quanto aos custos de avaliação e manutenção dos imóveis. “Essa simplificação ainda auxilia os cidadãos e as empresas, influenciando no desenvolvimento socioeconômico”, destacam.

Leia o artigo na íntegra.